15 de jun de 2012

Rapidinha: Os Pontos Negros


Os Pontos Negros - Soba Lobi - 2012

Em seu terceiro disco, os portugueses dos Pontos Negros voltam com mais peso nas guitarras e um pouco mais de raiva nas letras, depois de “Pequeno Almoço Continental”, de 2010, por cujos refrões Julian Casablancas daria um braço. Com uma formação que conta com duas guitarras, bateria e teclados, a banda tem nome inspirado nos White Stripes, mas nega a inspiração em uma das melhores músicas de 2012, “Senna”, cuja letra proclama: “Esse mundo quer ser Schumacher/Eu prefiro ser Ayrton Senna”. Ao longo do álbum, eles ainda cutucam a louvação da melancolia (“Eu + Eu = Ninguém”), chamam Dom Sebastião de “mandrião”, espelhando o momento político de Portugal (“Prolongamos o Sonho”) e contam a trágica história de uma garota que vestia uma t-shirt dos Ramones (“Gabriela”). No final, porém, eles avisam que “depois da queda vem a ascensão”. Para além do sotaque, “Soba Lobi” mostra que devíamos prestar mais atenção ao rock feito do outro lado do Atlântico.



Nenhum comentário:

Postar um comentário