25 de set de 2013

(Per)versão: Elliott Smith

A sessão (Per)versão está de volta ao Pergunte ao Pop, depois de muito tempo na geladeira. A volta é culpa de uma senhora muito respeitada que adora usar sutiãs em forma de cone e sua homenagem ao grande Elliott Smith, mas falamos disso mais tarde. Espero que gostem - e caso tenham sugestões para artistas nessa coluna, por favor, mandem. Afinal, o PaoP é como uma padaria: servimos bem para servirmos sempre. 


Abrimos os trabalhos de hoje com a versão emocionada de Elliott para "Isn't It a Pity", clássico de George Harrison registrada no primeiro álbum solo do Beatle, All Things Must Pass, de 1970. A versão de Smith é um bootleg disponível no YouTube.


O segundo vídeo do dia é a releitura esperta de "Say Yes" que o Ben Folds (do Ben Folds... Five, dã) fez, no especial "AV Club Undercover", organizado pelo site americano. Como eu disse outro dia, uma música que vale por um abraço apertado.


Já que o assunto é Beatles, o que dizer da impressionante performance vocal de Smith em "Because", gravada especialmente para a trilha de Beleza Americana?


Outra gracinha de Smith, daquelas pra levar no coração e colocar numa mixtape esperta para a garotinha ruiva, é essa cover de "Harvest Moon", uma das cinco músicas mais ~fofinhas~ de Neil Young.


A perversão do dia fica por conta de Madonna, em um vídeo divulgado hoje cedo. Em seu novo projeto #SecretProjectRevolution, a ex-sra. Penn/Ritchie/Beatty/Luz fez uma releitura... performática de "Between the Bars". Aqui chegou a doer meu útero, mas fico curioso para saber o que vocês acharam. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário