5 de abr de 2013

A Arte da Criação

Criada em 1983 pelo escocês Alan McGee, a Creation Records foi uma das gravadoras mais importantes das décadas de 80 e 90. Duvida? Então saiba que foi ela que lançou discos como Bandwagonesque, do Teenage Fanclub, Loveless, do My Bloody Valentine, Screamadelica, do Primal Scream e... Definitely Maybe, do Oasis, além de ter trazido ao mundo os primeiros singles do Jesus & Mary Chain. Não é coisa pouca.

Mais que uma simples central de artistas, a Creation foi responsável por moldar parte da paisagem sonora há vinte e poucos anos. Considerando válida a ideia de que a cada dez anos, os artistas se lembram de coisas legais que aconteceram vinte anos antes de seus tempos, fica difícil negar que os sons que saíam do porão da gravadora de McGee não repercutem até os dias de hoje - o bafafá em torno de m b v, novo disco do My Bloody Valentine, no começo do ano, é prova clara disso. 

Há uma ou duas semanas, o grande Vinícius Olmos (trilheiro de A Revolução dos Livros e membro criador da votação das Melhores Cenas Musicais do Cinema) me mandou essa playlist com dez singles lançados pela gravadora escocesa, tentando descobrir o que há de bom para além dos medalhões citados no primeiro parágrafo (tirando, claro, "Only Swallow", do My Bloody Valentine, que o Vini achou por bem colocar na lista para deixá-la mais... interessante). Depois de ouvir uma meia dúzia de vezes - e ficar no chão com a beleza da listinha, achei por bem dividi-la com vocês aqui. Bora parar de falar, e ouvir essa gracinha, que tem BMX Bandits, Ride, Sugar (a banda nº2 de Bob Mould, do Hüsker Dü) e se encerra com uma canção solo de Bernard Butler (o guitarrista do Suede) inspiradíssimo em... Phil Spector.

Creation by viniolmos on Grooveshark

Para quem se interessar, vale a pena dar uma olhada também em Upside Down, um documentário feito em 2010 que conta a história da gravadora. Aqui está o trailer!

Nenhum comentário:

Postar um comentário