10 de mar de 2012

Moz - Uma Seleção Pessoal

Preparem seus lenços e seus olhos, incautos leitores, pois amanhã tem Morrissey em São Paulo, no Espaço das Américas (nunca fui, e temo pela qualidade do som). Com os ingressos esgotados, quem não puder ir pode acompanhar a transmissão pela internet - com apresentação da musa Lorena Calabria e participação do grande Marcelo Costa, dono do Scream & Yell.  Essa playlist aqui no Grooveshark juntou tudo o que ele vem tocando na América Latina nessa recente turnê que já passou pelo Chile, pela Argentina, por Belo Horizonte e ontem chegou ao Rio. Na Fundição Progresso, ontem, com os músicos tocando de sunga e cutucando o príncipe Harry, recém-chegado ao Brasil, Morrissey tocou isso aqui:

First Of The Gang To Die
You Have Killed Me
Black Cloud
When Last I Spoke To Carol
Alma Matters
Still Ill (The Smiths)
Everyday Is Like Sunday
Speedway
You're The One For Me, Fatty
I Will See You In Far-Off Places
Meat Is Murder (The Smiths)
Ouija Board, Ouija Board
I Know It's Over (The Smiths)
Let Me Kiss You
There Is A Light That Never Goes Out (The Smiths)
I'm Throwing My Arms Around Paris
Please, Please, Please Let Me Get What I Want (The Smiths)
How Soon Is Now? (The Smiths)

Bis:
One Day Goodbye Will Be Farewell

É um setlist bom? É claro que é, poxa. Tem um número razoável de músicas dos Smiths e traz alguns grandes sucessos do vegetariano mais querido dos indies. (Paul McCartney só não come carne às segundas, vale lembrar). Mas se a mim fosse dado o poder divinatório de escolher as canções, eu daria uma mexida básica, porque ninguém é perfeito. Vale lembrar a trollada que Morrissey deu na plateia em BH: "Vocês querem escolher as canções que vão ouvir hoje?" "Siiiiiiim!" "Então vão ficar querendo...".  Tentando manter o mesmo número de músicas de Moz e dos Smiths, seria mais ou menos isso:

First Of The Gang To Die
You Have Killed Me
Black Cloud
When Last I Spoke To Carol
Everyday Is Like Sunday
Speedway
You're The One For Me, Fatty
I Will See You In Far-Off Places 
Suedehead
I Know It's Over (The Smiths)
Let Me Kiss You
There Is A Light That Never Goes Out (The Smiths) 
I'm Throwing My Arms Around Paris
Please, Please, Please Let Me Get What I Want (The Smiths)
Bigmouth Strikes Again (The Smiths song)

Bis:
How Soon Is Now? (The Smiths song)

Tirava "Meat is Murder", de longe a música mais pentelha que Moz já escreveu na vida, e "One Day Goodbye Will Be Farewell" sai do bis pra dar lugar a "How Soon is Now", com suas guitarras apocalípticas. Removia "Alma Matters" lá do começo para colocar o petardo que é "That's How People Grow Up" lá na frente, junto com "There's a Light...". Trocava "Still Ill" por "Ask" por pura pentelhice pessoal - a segunda é uma das minhas músicas favoritas dos Silvas. E tirava a pentelhinha "Ouija Board, Ouija Board" pra por a cracaça "Suedehead" em seu lugar. Apelei muito? O que vocês acham? Digam aí!

3 comentários:

  1. Sem dúvida que é um set melhor do que os que ele tem tocado. Mas One Day e principalmente Alma Matters não podem ficar de fora. Assim como The More You Ignore Me deveria entrar.

    Irish Blood é perfeita e prefiro Panic a Ask. Mas tá redondinha a escolha, cairia muito bem. Apelou corretamente. Só o bis que no meu entendimento não pode ser outra senão There is a Light.

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Esse setlist aí seria dos sonhos mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Tô contigo nessa de tirar Meat Is Murder, mas tirar Alma Matters não, né? rs.

    Pior que quase deu certo de ir no show... e tava até preparando o meu set list dos sonhos, que incluía até Disappointed (láááá do primeiro álbum solo do Moz) e Death of a Disco Dancer, com o Morrissey tocando o piano ~daquele jeito~, haha!

    ResponderExcluir