28 de fev de 2012

Show Protesto na USP



Todos os anos, na semana de recepção aos calouros, o Diretório Central dos Estudantes (DCE-Livre) da USP organiza um dia de atividades com debates, palestras e no final de tudo, um show. Quando eu era bixo, em 2010, foi Móveis Coloniais de Acaju (e eu não fui). Ano passado, teve Curumin e Garotas Suecas (e eu não fiquei até o final pra conferir). Em 2012, também vai ter show - mas em condições diferentes, graças ao clima conturbado que se estabeleceu na USP no ano passado (explico essa história mais pra baixo). Quarta-feira, na Praça do Relógio, na USP, a partir das 22 horas, Arrigo Barnabé, Tulipa Ruiz, B. Negão e as bandas Isca de Polícia (que acompanhava o saudoso Itamar Assumpção) e Patife Band (de Paulo Barnabé, irmão de Arrigo) fazem o que tem sido chamado por aí de "Show Protesto na USP". O vídeo de divulgação feito pelo Comando de Greve, que você pode ver aí em cima, marca bem essa ideia. 

O show, obviamente, é gratuito e aberto ao público. Entretanto, vale lembrar que a partir das 20 horas a entrada na Cidade Universitária é controlada - de carro, só entra quem tiver carteirinha da USP. Dá ainda pra chegar de ônibus (veja as linhas na página do evento no FB) e de trem (pela estação Cidade Universitária da CPTM).




Sinceramente, eu não faço a mínima ideia do que pode acontecer nesse show, e nem sei se os artistas vão se apresentar separados ou todos juntos (se for o segundo caso, vai ser o maior revival já visto da época da Lira Paulistana). Mas me dá uma curiosidade enorme de saber o que o autor de "Clara Crocodilo", uma das músicas mais bizarras (no bom sentido) feitas no Brasil vai fazer num palco pra cerca de 4 mil pessoas (até o momento, a página do show no Facebook mostra 3200 pessoas confirmadas). De qualquer maneira, vale a pena ir até à USP (eu sei que é longe, mas vale) só pra conferir o festival - vale lembrar que Tulipa está prestes a lançar seu segundo álbum e B. Negão ensaia há muito tempo o lançamento do sucessor de Enxugando Gelo, disco de 2003. (Há quem diga que esse disco do ex-Planet Hemp é o Chinese Democracy da vez).(Um comentário maldoso: esse show da USP tem um lineup melhor do que o de muito festival mequetrefe por aí, viu?)

Explicando essa história...
2011 foi um ano complicado na USP. Em maio, o estudante de Ciências Atuárias Felipe Ramos de Paiva foi assassinado no estacionamento da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Nos meses seguintes, a Reitoria assinou um convênio com a Polícia Militar sem chamar a comunidade uspiana para discutir o acordo. Em novembro, três estudantes foram presos ao fumar maconha na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), o que gerou um protesto instantâneo por parte dos alunos, que invadiram/ocuparam (não vou escolher) a administração da FFLCH. Dias depois, uma assembleia dos estudantes votou por desocupar a FFLCH, mas logo em sequência uma minoria que permaneceu na assembleia decidiu ocupar/invadir a Reitoria do campus do Butantã. 

Após uma semana, a Tropa de Choque da Polícia Militar desocupou/reintegrou a posse da Reitoria, fato que resultou na prisão de 73 pessoas e numa greve dos estudantes que durou até o fim do ano letivo - e, tecnicamente, ainda está de pé (a manutenção dela ou não deve ser votada nas próximas semanas, já com a participação dos novos alunos). Em janeiro, um grupo de estudantes ocupou/invadiu o Centro de Vivência, um espaço dos alunos que não é utilizado há tempo. Na reintegração de posse do lugar, um PM agrediu um estudante negro (e o vídeo que registrou isso bombou na internet).

Pra quem tiver mais interessado sobre o assunto, recomendo a leitura do Jornal do Campus, projeto laboratório do curso de Jornalismo da ECA do qual participei no último semestre.

(foto de Ricardo Bomfim)

PS: Pesquisando pra esse texto, encontrei o registro de um show que Itamar Assumpção e a Isca de Polícia gravaram para a TV Cultura em 1983. É um bom começo pra quem tiver interessado em conhecer mais a obra do Nego Dito.

PS2: Agora o Pergunte ao Pop tem uma página oficial no Facebook. Curte lá! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário